A MÃO DE DEUS

Conta-se que o conquistador mongol Genghis-Khan tinha como animal de estimação um falcão. Com ele saía a caçar. Era seu amigo inseparável.

Crédito da Imagem. Wang Yanju. Todos os direitos reservados.

Certo dia, em uma das suas jornadas, com o falcão como companhia, sentiu muita sede. Aproximou-se de um rochedo de onde um filete de água límpida brotava.

Tomou da sua taça, encheu até a borda e levou aos lábios. No mesmo instante, o falcão se jogou contra a taça e o líquido precioso caiu ao chão.

Genghis-Khan ficou muito irritado. Levou a taça novamente até o filete de água e tornou a encher. De novo, antes que ele pudesse beber uma gota sequer, o falcão investiu contra sua mão, fazendo com que caísse ao chão a taça e se perdesse a água.

Desta vez o impiedoso conquistador olhou para a ave e falou:

Vou tornar a encher a taça. Se você a derrubar outra vez, impedindo que eu beba, você perderá a vida.

Na mão direita segurando a espada mongol, com a esquerda ele tornou a colocar a taça debaixo do filete de água e a encheu.

No exato momento que a levava aos lábios, o falcão voou rápido e a derrubou.

Ágil como ele só, Genghis-Khan utilizou a espada e, em pleno ar, decepou a cabeça do falcão, que lhe caiu morto aos pés.

Ainda com raiva, ele chutou longe o corpo do animal.

E porque a taça se tivesse quebrado na terceira queda, ele subiu pelas pedras para beber do ponto mais alto do rochedo, no que imaginou fosse a nascente da fonte.

Para sua surpresa, descobriu presa entre as pedras, bem no meio da nascente, uma enorme cobra venenosa. O animal estava morto há tempo, com certeza, porque mostrava sinais de decomposição. O cheiro era insuportável.

Nesse instante, e somente então, o grande conquistador se deu conta de que o que o falcão fizera, por três vezes, fora lhe salvar a vida, pois se bebesse daquela água contaminada, poderia adoecer e morrer.

Tardiamente, lamentou o gesto impensado que o levara a matar o animal, seu amigo.

*   *   *

Assim muitas vezes somos nós. A Providência Divina estabelece formas de auxílio para nós e não as entendemos. Pelo contrário, nos rebelamos.

Por vezes, a presença de Deus em nossas vidas se faz através dos sábios conselhos de amigos. Contudo, quando eles vêm nos falar de como seria mais prudente agirmos nessa ou naquela circunstância, nos irritamos. E podemos chegar a romper velhas amizades.

De outras vezes, Deus estabelece que algo que desejamos intensamente, não se concretize. Algo que almejamos: um concurso, uma viagem, um prêmio, uma festa, um determinado emprego. É o suficiente para que gritemos contra o Pai, nos dizendo abandonados, esquecidos do Seu apoio.

Raras vezes paramos para pensar e analisar sobre o que nos está acontecendo. Quase nunca paramos para nos perguntar: Não será a mão de Deus agindo, para me dizer que este não é o melhor caminho para mim?

Nada ocorre ao acaso. Tudo tem uma razão de ser. Você nunca se deu conta que um engarrafamento que o detém no trânsito por alguns preciosos minutos, pode lhe impedir de ser participante de um acidente mais adiante?

Um contratempo à saída de casa, que lhe retarde a tomada do ônibus no momento que você planejava, pode ser a mão de Deus interferindo para que você não se sirva daquela condução, para não estar presente no acidente que logo acontece.

Providência Divina. Esteja atento. Busque entender as pequenas mensagens que Deus lhe envia todas as horas.

E não se irrite. Não se altere. Agradeça. A mão de Deus está agindo em seu favor, em todos os momentos, todos os dias.

Texto publicado conforme autorização por escrito do Momento Espírita.

LISON COSTA.

Explore posts in the same categories: reflexão

14 Comentários em “A MÃO DE DEUS”

  1. Fernandez Says:

    Olá amigo Lison!
    A história do falcão muito bela. Com certeza muitas vezes não conseguimos olhar o contexto e vemos apenas com nossa percepção. O texto, muito bem escrito como sempre, nos faz refletir e rever muitas das nossas ações do dia-a-dia.
    Agradeço pela bela mensagem que o amigo compartilha com todos.
    Grande abraço e muita paz, Fernandez.

  2. José Aparecido Says:

    Fantástico exemplo de situações em que agimos impensadamente desperdiçando a sabedoria Divina.
    Parabéns pelo Post


  3. Grande amigo Lison, faz bastante tempo que não comento um post seu esse caso de Genghis-Khan é um grande exemplo! Os sinais são vários, a todo instante temos sinais de melhores caminhos a seguir, Deus é onipresente então como pensar que a desordem existe?! Acho que a ilusão existe e ela começa quando nos esquecemos da sua onipresença, assim Khan a natureza nos avisa o tempo todo das atitudes que nos possa causar algum mal, e quando não a escutamos ela da um jeito nos mostrar um sinal maior ainda!

    Paz no coração e Luz na razão.

    ———————————————
    http://twitter.com/blogantisocial
    ———————————————

  4. EDVALTER Says:

    SIM LISON MEU AMIGO, ELA TAMBÉM ME TROUXE ATÉ AQUI PARA ENCONTRAR ALGUÉM QUE POSTASSE ESSA MATÉRIA TÃO PERFEITA. VALEU AMIGO!!


  5. Olá,

    Que linda, tocante, e útil história, uma bela mensagem!

    É preciso saber das valor aqueles que nos amam mesmo que as vezes parece que estejam contra nós na verdade estão nos ajudando, assim como o falcão.

    Com todo respeito querido amigo Lisson, mas minha opinião é a seguinte:

    Acreditar em “providências dívinas” é coisa para criança.

    Os Acontecimentos de nossas vidas é fruto de nossas ações, das ações dos outros e de suas consequências.

    Grande Abraço;
    Lauro Daniel

  6. Joselito Says:

    Deus é Onipresente, mas, nós somos muito pequenos para entede-Lo inclusive seus atos.


  7. Olá amigo Lison, excelente texto. DEUS sabe o que é melhor para nós e se temos a permissão de ter aquilo que queremos. Acredito muito neste velho ditado: DEUS escreve certo por linhas tortas.

    Abração.

  8. Maria Says:

    Meu amigo Lison
    Cada dia mais você se supera com esses textos, de beleza e reflexão.Penso assim como você, nunca me revolto ocntra Deus, ao contrario, sei que ele age sempre para o meu bem, mesmo que naquele momento, nao seja uma coisa boa, eu sei que la na frente, vai vir uma coisa melhor.Pena que quando acontecem as tragedias várias pessoas se revoltam contra Deus, não tem evolução suficiente para entender que ele só que o nosso bem.
    Bjs

  9. Luísa Says:

    Bela lenda, Lison!
    Uma excelente metáfora para reflectirmos nas pequenas e grande coisas que desperdiçamos, sem mesmo tentar percebê-las.

    Grande abraço
    Luísa


  10. Olá Lison!!

    Desculpe a ausência!! Ando atarefado com muitos outros compromissos. Uma empreitada está se avizinhando de mim, para o próximo mês, e também uma viagem. Portanto, aconselhado por você, vou estar atento ao que o Pai pode vir a me dizer. Pai é Pai, e sempre nos quer o Bem.

    “Acaso vendo seu filho lhe pedir pão, dará o Pai a ele uma pedra??”

    Abçs e PP!!

  11. Lilian Says:

    Olá querido amigo Lison,

    Felicito-o pelo excelente texto.

    A mão de Deus está sempre sobre nós, seus filhos, a nos proteger e livrar-nos do mal.

    Nem sempre entendemos o que nos acontece e não damos o devido valor aos sinais que Ele, na sua infinita bondade, nos envia, e por causa de nosso descaso praticamos a atitude errada.

    Deus nos manda sinais diariamente. Precisamos aprender a ler esses sinais para agirmos na conformidade do amor de Deus e vivermos uma vida mais feliz.

    Carinhoso e fraterno abraço,
    Lilian

  12. vera Says:

    Olá, Lison!
    Belo texto!
    Abraço, Vera.

  13. Sissym Says:

    Lendo seu texto lembrei-me de uma passagem na minha vida, perto de 20 anos.
    A minha irmã ia sair para um passeio de avião com o namorado dela e os pais, na porta, ela parou e me convidou. Eu disse não.
    Ela chamou novamente “tem certeza?”
    Eu respondi: “não, e seria bom vc tambem não ir, desculpa, não sei o motivo, mas é o que tenho a lhe pedir.”
    Ela foi e caiu. Felizmente sobreviveu.
    É estranho o destino, o que sentimos, mas com certeza Deus nao queria que eu fosse.

    Bjs

  14. Eninha Says:

    Caro Lison ,
    Bela lenda. “Nada ocorre ao acaso. Tudo tem uma razão de ser” .Nem a minha vinda ao seu blog. Vou embora comovida .
    Muito Obrigada !
    Eninha


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: