MENSAGEM PARA O AMANHÃ

Quem observa esses frágeis seres que abrem seus olhinhos curiosos para o cenário do mundo, logo percebe como eles dependem dos adultos.

Bebês, pequeninos, com o aroma da inocência aureolando suas ações, andam na Terra em busca de carinho. Parecem aves implumes, tal sua delicadeza e fragilidade.

Crédito da Imagem. Ana Hill 22. Todos os direitos reservados.

Às vezes, as vemos colocando suas mãozinhas nas pernas dos adultos, batendo de leve com seus dedinhos miúdos, erguendo os bracinhos a dizer sem palavras: Quero colo.

As crianças expressam assim seu desejo de serem carregadas. Desejo que às vezes é repelido com expressões grosseiras como: Não  pego no colo, não. Vai andar! Quis vir junto, agora ande. Do contrário, poderia ter ficado em casa.

Isso cai sobre a cabecinha da criança como uma bomba. Não percebem, os que assim agem, que o pequeno tem menos resistência.

Dirão que a criança pula, corre, e brinca o dia todo, que, se tem energia para brincadeira, também deverá ter para andar.

Ora, na brincadeira a criança tem a recompensa do prazer. Ela brinca até cansar e ao se sentir exausta, para.

Até mesmo o bebê de poucos meses parece, por vezes desligar. É o período de calmaria, de repouso que ele busca.

A caminhada contínua, onde não lhe é permitido parar para observar o cachorro que late, o brinquedo colorido na vitrine, o movimento das pessoas que circulam rápido, faz com que ela se canse com maior rapidez.

Sem falar que, normalmente, os adultos esquecem que os pequenos estão juntos, e andam a passo acelerado, obrigando-os a quase correr para os acompanhar.

Outra situação que se repete com constância é a de crianças, no seu período de imitação, desejarem ser a cabeleireira da mãe.

Munidas de escova e pente, elas tentam criar o penteado que sua mente cataloga como maravilhoso. O que conseguem, em verdade, é despentear.

Mas elas insistem, põem a ponta da linguinha para fora da boca, demonstrando esforço, e alisam os cabelos com suas mãos. Satisfeitas, exclamam: Pronto.

Quantas vezes todo esse cuidado é repelido com as desculpas de: Vai estragar o meu penteado. Ou: Não tenho tempo para perder.

Atitudes dessa natureza, repetidas, terminam por passar para a criança que o sofrimento do outro, como o seu cansaço, não importa. O lema é: Cada um por si.

Não nos admiremos se, no futuro, nos depararmos com adolescentes frios e adultos indiferentes.

Pessoas que pensarão somente no seu bem-estar, no seu conforto, não se importando com a família, amigos ou colegas.

Nas relações humanas, como tudo na vida, a questão é de aprendizado e de semeadura.

*   *   *

Até aos 7 anos de idade a criança é mais suscetível às mensagens que recebe dos adultos.

A educação integral compreende, não somente o comportamento social, as boas maneiras, a conduta reta, mas também a questão afetiva, emocional e espiritual.

Assim, não desprezemos as carícias da criança. Dia virá, quando os anos se forem, que ansiaremos por quem se aproxime de nós e nos acaricie os poucos cabelos brancos.

Alguém que disponha de seu tempo para colocar sua cabeça junto da nossa e diga: Como vai minha velhinha, hoje?

Está cansada? Quer um carinho?

Texto publicado conforme autorização por escrito do Momento Espírita.

LISON COSTA.

Explore posts in the same categories: reflexão

11 Comentários em “MENSAGEM PARA O AMANHÔ


  1. Lison,

    Parabéns por mais esse belíssimo texto do Momento Espírita.

    As crianças são a esperança de um futuro promissor, mas para que elas cresçam felizes, é necessário que tenham bases sólidas, uma estrutura familiar baseada no amor e na caridade.

    As crianças são o espelho dos pais, e devemos ampará-las sempre, propiciando o amparo na doutrina de fé e consoladora.

    Bjs.

    Rosana.


  2. Exatamente eles são o futuro e se não forem orientados dentro da normalidade teremos velhinhos como os de hoje.
    Abraços forte

  3. Edegard Says:

    Amigo
    Parabéns pela linda mensagem, sem falar na criança da foto, que fofura. A mensagem realmente nos leva a um questionamento para nossas atitudes, a edução do berço é a formação de nossos filhos.
    Um grande abraço e um ótimo final de semana

  4. erickfigueiredo Says:

    A criança deveria ser tratada com o maior carinho e delicadeza por todos nós. Elas são o nosso futuro.
    Uma linda mensagem.

  5. Leila Franca Says:

    Muito boa postagem. Ainda ontem fui ao banco e perto de mim havia uma jovem mãe (devia ter no máximo 20 anos) e sua filha de uns 4 ou 5 anos. A menina cansada de esperar começou a chorar. A mãe foi incapaz de confortá-la, de dizer alguma coisa. Permaneceu imóvel, nem olhou para a criança. Depois quando chegou a vez dela ser atendida, ela foi ao caixa e lá ficou por uns 10 minutos, de costas para a criança, que ficou sozinha sentada numa cadeira a uns 3 metros de distância. Eu fiquei besta olhando. Nunca larguei a mão de um filho meu se estivesse fora de casa. Se a criança saísse porta afora, se alguém a levasse, aquela mãe não ia ver. Uma mãe assim faz a criança correr sérios riscos. Por isso veio a calhar a leitura do seu artigo.

    abraços

  6. joyce Says:

    Que lindo, meu amigo. Parabéns pelo texto. Bjs

  7. Lilian Says:

    Olá querido amigo Lison,

    Parabéns pelo post.

    Excelente texto, profundo e reflexivo.

    A criança é inocente e crédula. Assim, seu coraçãozinho está aberto a receber os ensinamentos que lhe são transmitidos, tanto sobre a educação básica integral quanto as regras referentes ao comportamento social, às boas maneiras, à conduta exemplar e justa, e principalmente receptiva aos apectos afetivo, emocional e espiritual.

    Os pais são os maiores responsáveis para que os filhos recebam tudo isso, e suas ações devem ser efetivadas de forma carinhosa, atenciosa, branda, pacienciosa, dedicando-lhes tempo, mas tempo de qualidade.

    Amei o texto e a crônica.

    Carinhoso e fraterno abraço,
    Lilian

  8. Luísa Says:

    Olá Lison,

    Excelente o teu texto. As crianças são o futuro, mas só poderemos depositar esperança nesse futuro, se contribuirmos com todas as condições físicas, psicológicas, intelectuais e morais, das quais as crianças precisam. As sociedades são as responsáveis por um futuro melhor.

    Grande abraço
    Luísa

  9. Geraldo Says:

    Amigo Lison,

    Que ternura nestas palavras, quanto carinho em tuas citações. A criança é pingo d’água na nossa existência, ela vem refrescar e dar um novo colorido em nossa vida.

    Parabéns

    Abraço


  10. “A educação integral compreende, não somente o comportamento social, as boas maneiras, a conduta reta, mas também a questão afetiva, emocional e espiritual”.

    A melhor fase de aprendizagem na vida de um ser humano é a infância, somos mais maleáveis nesse período. A manifestação positiva de afetivadade, emocional e espiritural com as crianças decidem o ser humano de amanhã e uma sociedade bem melhor também.

  11. Cris Says:

    Lison,

    Mais uma excelente indicação. Felizmente não agi como no texto e dei ao meu filho uma infância de amor com direito a colo, a despentear o meu cabelo, a labuzar tudo em seu aprendizado. Não me arrependo, hoje tenho um adolescente carinhoso e de boa índole.

    Beijocas


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: